segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Estética, UX e UI em games

Game Design é a arte de planejar um jogo envolvendo mecânicas, dinâmicas e estética, com o intuito de criar e facilitar a interatividade entre jogo e jogador (game e player). Elementos como objetivos, desafios e regras devem fazer parte do planejamento de um jogo. O Game Designer é o profissional responsável por esse planejamento, e cabe a ele a função de criar a experiência pelo jogo. Experiências que sejam memoráveis, que possam ser lembradas posteriormente. São essas experiências que fazem um bom jogo. O Game Designer cria essas experiências por meio dos elementos que ele irá inserir no seu projeto. 
E o que é um jogo? Segundo Johan Huizinga, em seu livro Homo Ludens de 1938,  jogo é “uma atividade voluntária exercida dentro de certos e determinados limites de tempo e espaço, segundo regras livremente consentidas, mas absolutamente obrigatórias, dotado de um fim em si mesmo, acompanhado de um sentimento de tensão e alegria e de uma consciência de ser diferente da vida cotidiana”. Katie Salen e Eric Zimmerman, quando escreveram Rules of Play em 2003, definiram jogo como “um sistema no qual os jogadores envolvem-se em um conflito artificial, definida por regras, que determina um resultado quantificável”.
A estrutura de um jogo é composta por:
- Restrição de alternativas: redução de possibilidades que, dando o poder de escolha ao jogador, proporciona um melhor engajamento;
- Objetivos: o motivo pelo qual inicio minha jornada;
- Interface: Espaço onde a interação entre humanos e máquinas acontecem. Seu objetivo é permitir uma efetiva operação da máquina por parte do usuário (usabilidade);
- Design Visual: a estética como elemento facilitador para a UX, a experiência do usuário;
- Personagens, cenário, trilha sonora: elementos que proporcionam uma efetiva inserção ao mundo do jogo.
Todos esses elementos reunidos sistematizam uma estética que devem fortalecer a experiência do usuário. Estética, do latim  aesthetica,  filos. , é o estudo das condições e dos efeitos da condição artística. Nos games, a estética é formada pelos elementos que darão estilo ao jogo: art style, efeitos de som, trilha sonora, formato do diálogo). As mecânicas dinamizam o jogo, e junto com a estética criam um sistema estético, dando-lhe identidade. Esse conjunto de elementos fortalecem a experiência do jogador com o jogo, cria a interface do usuário (UI), que deve ser intuitiva, fazendo com que o jogo se apresente ao jogador sem a necessidade de uma explicação prévia .
Abaixo, algumas dicas para uma boa interface:
1.         Deve ser convidativa e intuitiva;
2.         Informações devem ser claras e objetivas;
3.         Objetividade difere de facilidade;
4.         Beleza não significa fácil compreensão;
5.         Os elementos devem ser hierarquicamente acessíveis.

Faça os cursos da Formação de Game Designer:

Game Design: 18 horas
Storytelling: 18 horas
Design de Cenários: 39 horas

Nenhum comentário: